fechar
PAGUE COM PAYPAL E GANHE 10%OFF
A Sua Ótica Online
0 Carrinho de compras R$ 0,00
FECHAR

O SEU CARRINHO DE COMPRAS ESTÁ VAZIO

Adicionar produtos a ele. Confira nossa ampla gama de produtos!

Astigmatismo: tudo o que você precisa saber

by Visioncenter
0 Comentário (s)
Astigmatismo: tudo o que você precisa saber
Se você não tem, certamente conhece alguém que tenha astigmatismo. Mas o que é essa doença tão comum e que atinge tantas pessoas? O astigmatismo é um erro refrativo comum, considerado como uma má-formação, ou seja, a condição na qual o olho não foca a luz uniformemente sobre a retina. A luz é refratada de forma diferente, dependendo de onde ela bate na córnea e passa pelo globo ocular. Isto ocorre porque a córnea estende-se para um formato irregular, ocasionando o astigmatismo, tendo como principal causa a irregularidade da córnea e o efeito de distorção da imagem. O astigmatismo ocorrerá quando a córnea apresentar uma maior curvatura em uma determinada direção, a pessoa terá dificuldade para enxergar tanto de longe quanto de perto. A córnea que normalmente é redonda, no caso de astigmatismo apresentará uma forma parecida com uma bola de futebol americano. Em outros casos, a imagem poderá ficar borrada. A intensidade disso varia de acordo com a gravidade do problema e o esforço visual de cada paciente. Denomina-se “astigmata” o paciente com astigmatismo, estes pacientes têm dificuldade para ler um simples texto ou ver pequenos detalhes. Hoje, em nosso blog vamos falar um pouco sobre esse problema ocular que atinge grande parte da população.

Causas

As causas que levam uma pessoa a ter a doença ainda não são claras. Os estudos e pesquisas feitos até hoje não conseguiram definir quais são as causas reais, mas acredita-se que esteja ligada à condições genéticas. O astigmatismo é um erro refrativo, onde os olhos não conseguem focar a luz, fazendo com que a visão fique desfocada ou distorcida. Essa doença pode atingir pessoas de todas as idades. O diagnóstico deve ser feito por um médico especialista, nesse caso um oftalmologista. Somente com exames específicos será possível analisar o grau do astigmatismo e achar o tratamento ideal. O astigmatismo pode ocorrer em combinação com outros erros refrativos. Veja:
  • Miopia: ocorre quando a córnea é curva demais ou o olho é mais longo do que o normal. Deixando a imagem embaçada para objetos distantes;
  • Hipermetropia: ocorre quando a córnea é pouco curva ou seus olhos são mais curtos do que o normal. O efeito é o oposto da miopia. Quando o olho está em um estado de relaxamento, a luz é focada na parte de trás, fazendo com que objetos próximos fiquem embaçados.

Tipos de Astigmatismo

Esta má formação ocular ainda pode ser classificada em diferentes tipos, são eles: Quando baseado na estrutura assimétrica, ou seja, provocado pela irregularidade da córnea ou do cristalino (estruturas responsáveis pelo foco dos raios luminosos):
  • Astigmatismo corneal: devido à córnea de formato irregular;

Quando baseado nos meridianos principais:

  • Astigmatismo regular;
  • Astigmatismo irregular;
  • Astigmatismo composto.

Quando baseado no foco dos meridianos principais:

  • Astigmatismo simples e complexo;
  • Astigmatismo hipermétrope simples;
  • Astigmatismo miópico simples;
  • Astigmatismo composto;
  • Astigmatismo hipermétrope composto;
  • Astigmatismo miópico composto;
  • Astigmatismo misto e rápido;
  • Astigmatismo contra a regra.

Grupos e fatores de risco

Acredita-se que o astigmatismo é hereditário, assim, pessoas que tenham indivíduos na família com esta má formação têm maiores chances de tê-la também. Entre os fatores de risco estão:
  • Astigmatismo ou miopia na família;
  • Cirurgia ocular;
  • Prurido ocular;
  • Trauma ocular.

Sintomas de Astigmatismo

O sintoma mais comum do astigmatismo é a visão borrada ou dupla. Se a visão está apenas um pouco afetada, é possível que não tenha nada de errado. Considera-se particularmente importante lembrar que bebês e crianças com problemas de visão podem não perceber o problema. Afinal, elas podem nunca ter visto o mundo em foco. É por isso que devemos fazer um controle regular da visão das crianças, principalmente se há casos de problemas refrativos na família. É fundamental fazer o teste do olhinho logo no nascimento do bebê e levar a criança ao oftalmologista no primeiro ano de vida. Neste período, muitas doenças podem ser diagnosticadas e tratadas. Sendo algumas com medidas simples como uso de tampão, evitando assim a cegueira.

Aqui estão alguns sintomas de astigmatismo:

  • Não conseguir ler letras pequenas;
  • Dificuldade de leitura;
  • Visão dupla;
  • Incapacidade de ver de perto e de longe sem apertar os olhos;
  • Fotofobia (sensibilidade à luz);
  • Piora da acuidade visual a noite (miopia também causa piora da acuidade visual noturna).

Crianças com astigmatismo podem sentir:

  • Dificuldade com foco em palavras e linhas impressas;
  • Tensão do olho;
  • Olhos cansados;
  • Dores de cabeça.

Exames que poderão ser solicitados pelo médico são:

  • Exame de refração: o aparelho foróptero fará a medição das lentes corretivas;
  • Teste de acuidade visual: mede como a pessoa consegue ver em várias distâncias;
  • Tonometria ou ceratometria: um instrumento mede a pressão dentro do olho;
  • Topografia da córnea: o aparelho utilizado recolherá medições minúsculas da córnea para que o médico tenha informações mais detalhadas sobre ela.

Tratamentos

O tratamento do astigmatismo tem como objetivo a melhora da visão do paciente. Os tratamentos incluem uso de óculos, lentes de contato gelatinosa tórica, lentes rígidas, anel intraestromal, cirurgia refrativa e cirurgia de catarata com implante de lente intra-ocular tórica. O estilo de vida de cada paciente vai influenciar a forma de tratamento da doença. Entre os tipos de tratamento estão:

Uso de óculos

É a forma mais simples e segura de tratamento e é o oftalmologista quem vai prescrever quais são as lentes apropriadas para ajudar neste processo. As lentes mais indicadas para o astigmatismo são as lentes cilíndricas.

Lentes de contato

Elas funcionam por serem a primeira superfície refrativa para os raios de luz que entram no olho, propiciando um foco mais preciso. Elas possibilitam uma visão mais clara, um campo de visão mais amplo, e maior conforto. Ainda, devem ser adaptadas para curvaturas específicas e com espessuras diferentes ao longo da superfície ocular para compensar a dimensão irregular da córnea. Quanto maior for o grau de astigmatismo, maior será a diferença de espessura da lente de contato. Pessoas com mais de 40 anos recebem indicações de lentes multifocais ou bifocais. Neste caso, a melhor indicação é o uso das lentes tóricas. Elas ajudam a corrigir a deformação das córneas. O astigmatismo é uma deformidade das córneas, onde elas apresentam um formato oval, causando assim os sintomas que já citamos anteriormente. Essas lentes criam diferentes capacidades refrativas, levando em consideração a orientação do seu astigmatismo, que pode ser tanto na vertical, quanto na horizontal. No mercado estão disponíveis lentes de contato tóricas coloridas e sem cor. Usar lentes de contato ainda é uma barreira a ser ultrapassada por muitas pessoas. Os cuidados com higiene, manutenção e também adaptação com as lentes, são questões ainda não muito esclarecidas.

Cuidados básicos

As lentes de contatos devem sempre ser prescritas por um médico especialista. Somente assim você terá a segurança de que está usando o tipo adequado para a sua necessidade. E não estará exposto a riscos, usando lentes que podem comprometer sua visão. Os cuidados com a higiene das lentes de contato são básicos, como higienizar as lentes antes e depois do uso e também se certificar de que suas mãos estejam sempre limpas ao fazer a colocação e retirada das lentes. Os cuidados com o armazenamento também são extremamente importantes. As lentes devem sempre ser guardadas em lugares limpos, com temperatura ambiente e fora do alcance de crianças. Existem produtos específicos para a higienização e manutenção das lentes, as soluções multiuso. Elas umedecem as lentes, o que faz com que o contato com os olhos seja mais suave e agradável. Possuem agentes de limpeza que removem todos os depósitos de proteínas que são acumulados durante o dia. E eliminam todos os microrganismos que podem se acumular nas lentes durante o seu uso.

Lentes diárias, quinzenais ou mensais

Outra opção para quem tem astigmatismo, são os tipos de lentes de contato. Hoje, há disponível para compra, as lentes de descarte diário e também as lentes que tem vida útil de quinze dias e um mês. As lentes de descarte diário são recomendadas para quem está começando a usar lentes, ajudando na adaptação, já as de uso prolongado são as preferidas por quem já está acostumado com o uso. Agora que você sabe um pouco mais sobre o astigmatismo, sobre os tratamentos e também sobre qual tipo de lente é indicada para o seu caso.

Cirurgia refrativa

Objetiva mudar o formato da córnea permanentemente, restaurando o foco dos olhos. Para este método, faz-se uso de uma lâmina (cerátomo) e é feita uma pequena incisão na superfície do olho para fundar uma pequena ponta de tecido para cima. Um feixe de laser é usado para corrigir a curvatura irregular da vista no astigmatismo a ponta é substituída. E a recuperação é normalmente rápida e indolor. O uso da cirurgia refrativa é para tratar astigmatismo de até 4 dioptrias. É recomendável somente como parte de um procedimento combinado para tratar a miopia/astigmatismo. Há muitos tipos de cirurgias refrativas e é um procedimento considerado simples, dispensando necessidade do paciente ser internado. Entre esses outros tipos, o médico poderá recomendar:
  • LASEK (LaserAssisted SubEpithelial Keratectomy): esta cirurgia é indicada para fazer a correção do astigmatismo, assim como da miopia e da hipermetropia. Na maioria dos casos o paciente pode deixar de usar os óculos.
  • PRK (Photorefractive Keratectomy): tem a função de retirar o epitélio da córnea, na maioria dos casos o paciente também pode dispensar o uso de óculos.
  • SMILE (Small Incision Lenticule Extraction): esta é a cirurgia que menos altera a estrutura da córnea, além de reduzir os riscos de infecções e demais problemas oculares.
Esperamos ter esclarecido os principais pontos sobre Astigmatismo. Caso tenha identificado algum possível sintoma ou queira mais esclarecimento procure um Oftalmologista!
by Visioncenter

POSTAR COMENTÁRIOS

Deixe um comentário


Observe que os comentários precisam ser aprovados antes de serem publicados