O daltonismo é uma alteração genética que dificulta a capacidade de distinguir corers. Ele se manifesta de diversas maneiras: algumas pessoas não conseguem distinguir cor nenhuma, enquanto outras têm dificuldades de reconhecer apenas os verdes e os vermelhos, por exemplo.

Confira abaixo várias curiosidades sobre essa condição e será que você conhece pessoas assim?

Nome

O daltonismo possui esse nome porque foi o naturalista, químico e matemático John Dalton que o identificou, em 1794.

 

 

Sempre é Mais comum em Homens

Ainda que o daltonismo seja transmitido por um alelo recessivo ligado ao cromossomo Y, apenas 0,5% das mulheres o manifestam. Por outro lado, 8% dos homens são daltônicos.

Genético e hereditário

Existe sempre uma dificuldade em reconhecer cores que têm a ver com a coloração da nossa retina: se os fotorreceptores da retina não tem a pigmentação necessária, deixamos de distinguir as cores faltantes. Essa modificação é genética e hereditária.

Tipos diferentes

Os daltônicos acromáticos são aquelas pessoas que não enxergam cores em geral. Elas veem apenas branco, preto e tons de cinza.

Limitações

Em vários países, daltônicos não podem dirigir. Possuem portanto algumas limitações legais. Considera-se que eles não terão como ver as cores de um semáforo, por exemplo.

 

Profissão com nível de periculosidade

Da mesma forma, em alguns lugares, pessoas daltônicas não podem assumir cargos como policiais, oficiais de risco, bombeiros ou pilotos.

 

DICROMACIA UNILATERAL

De um lado só

A dicromacia unilateral é o que acontece quando alguém é daltônico em apenas um dos olhos, e o outro olho enxerga as cores normalmente sem problemas.

Teste

O teste mais comum para reconhecer o daltonismo se chama teste de cores de Ishihara, criado em 1917, e é composto por 38 lâminas coloridas em que o paciente deve identificar números.

Famosos e Celebridades Daltônicos

Alguns famoso que são daltônicos são  Príncipe William, Keanu Reeves, Paul Newman, Mark Twain, Rutger Hauer, Bill Clinton e Mark Zuckerberg.